Algumas vezes, mulheres optam por usar salto alto para valorizar a roupa e ainda conferir um detalhe sensual ao seu visual. Em outros casos, o salto é preferido para trabalhar, visto que esse tipo de calçado deixa a pessoa mais elegante.

No entanto, o uso prolongado de salto alto pode causar alguns problemas de saúde. As regiões comumente afetadas são os dedos dos pés, o calcanhar, o tornozelo, os joelhos e também a coluna. Caso o tempo em cima do salto seja diário, pode-se até desenvolver doenças crônicas.

A fim de evitar esses transtornos, preparamos este post para que você saiba como o salto alto pode causar problemas na coluna e em outras regiões do corpo, de que maneira é possível evitar essa situação e quais são os tratamentos mais adequados para o caso. Confira!

Quais problemas ocorrem devido ao uso prolongado de salto alto?

Na pisada anatômica, o pé está praticamente todo em contato com o chão, ou seja, o peso do corpo é distribuído de forma correta e equilibrada. Quando a pessoa usa salto alto, existem pontos que são sobrecarregados, principalmente quando a altura do salto é grande.

O primeiro lugar a sofrer é a região próxima aos dedos na sola do pé. Isso porque todo o peso do corpo é concentrado nesse local devido à curvatura que o salto proporciona. A região central da sola também é comprometida, visto que fica estendida em excesso.

Com o uso frequente dos saltos, as panturrilhas e os joelhos também são afetados. A altura exagerada do calcanhar muda a angulação dessas estruturas e, assim, há maior pressão nos joelhos e um maior estiramento das panturrilhas, que ficam frequentemente contraídas. No longo prazo, isso significa um desgaste ósseo no joelho e uma chance de encurtamento dos músculos da panturrilha.

Para que a pessoa consiga se equilibrar em cima do salto, é necessário mudar a forma de andar. Para isso, os ombros são projetados para trás e a cabeça para frente, o que muda a angulação da coluna. Dessa forma, o uso prolongado desse calçado pode causar desvios e dores na região lombar e cervical.

Como evitar os problemas decorrentes do uso constante de salto alto?

A melhor forma de evitar problemas devido ao uso de salto alto é optar por saltos de base larga, na medida em que assim haverá um maior apoio na região do calcanhar. Além disso, é necessário que o salto não seja muito alto, isto é, tenha no máximo 5 centímetros. Os saltos maiores que isso devem ser reservados para situações especiais, como festas.

Por fim, é essencial que o uso de calçados de salto sejam intercalados com sapatos que proporcionem ao pé a expressão de sua curvatura natural, como os tênis. Na realidade, deve-se preferir esse tipo de calçado quando possível. Essa medida é imprescindível para evitar dores, desgastes e outros problemas decorrentes do uso constante de salto alto.

Como tratar as dores que surgem após usar salto alto?

Como falado, a dor é um sintoma comum após o uso prolongado de salto alto. Além de colocar em prática as medidas preventivas, também é necessário tratar o problema. Nesse caso, a solução pode ser procurar um quiropraxista.

Como a coluna e as articulações são os locais mais acometidos pelo uso constante de salto alto, o profissional que pratica a quiropraxia pode resolver ou amenizar as dores. Isso porque, a partir da técnica, é possível realizar o diagnóstico e o tratamento de disfunções do sistema musculoesquelético.

Assim, por meio de manobras, também chamadas de ajustes, o profissional retorna a estrutura para seu local anatômico, permitindo a livre comunicação dos impulsos elétricos e o fim das dores.

Então, entendeu por que usar salto alto pode causar problemas na coluna? Aproveite que está por aqui e saiba mais sobre quais são os principais tratamentos para dor na coluna!