Você com certeza já se viu em alguma situação estressante. Com uma rotina tão corrida como a que temos atualmente, é muito fácil ficar estressado e não conseguir relaxar. A pergunta que fica é: como o estresse pode afetar a saúde?

Cada vez mais pessoas sofrem com doenças que são causadas por ou relacionadas ao estresse. Isso é um reflexo do estilo de vida dos grandes centros, com rotinas caóticas, prazos apertados e pouco tempo para que a população se dedique ao lazer. Pouco a pouco a qualidade de vida das pessoas é reduzida e os problemas de saúde podem aparecer.

Além de afetar o emocional e o psicológico, o estresse gera consequências graves também para o âmbito físico, atingindo de forma direta os nossos órgãos e seus respectivos funcionamentos.

Quer saber mais sobre os impactos negativos dessa situação e entender como combatê-la? Continue a leitura deste artigo!

O que é o estresse?

De modo geral, o estresse é tido como um conjunto de reações no nosso organismo durante situações de risco, perigo, nervosismo ou medo. Todos nós passamos por estresse todos os dias, e essa é — por incrível que pareça — uma estratégia extremamente útil para a evolução dos seres vivos.

É isso mesmo! O estresse foi fundamental para a sobrevivência de diversas espécies, já que é a partir desse conjunto de reações que os animais conseguem explodir muscularmente e fugir de seus predadores, por exemplo. Durante a situação estressante, o nosso corpo fica completamente alerta e mais propício a superar certos obstáculos.

Apesar de ser vantajoso no quesito evolutivo e fazer parte de nosso dia a dia, a constante exposição de uma pessoa (ou até mesmo animais, já que eles também podem sofrer com os efeitos negativos do estresse) às situações estressantes pode prejudicar de forma parcial ou completa o funcionamento do organismo.

Isso acontece porque, durante o momento estressante, nosso corpo secreta uma série de substâncias que têm como objetivo nos deixar mais alertas. Tais compostos aceleram o coração, fazem com que as veias se dilatem e deixam o nosso cérebro ligado. No longo prazo, no entanto, isso pode gerar consequências negativas.

Como o estresse pode afetar a saúde?

Durante o episódio de estresse, o nosso corpo passa por uma série de transformações, cujo conjunto é conhecido como ”resposta ao estresse”. A maioria delas está associada à liberação de hormônios na corrente sanguínea, produzidos pelos órgãos do sistema endócrino e suas glândulas acessórias. Alguns deles incluem a adrenalina, o cortisol e a noradrenalina.

Tais hormônios fazem com que o nosso corpo se modifique para reagir ao problema que estamos enfrentando. Com isso, todos os nossos sistemas são afetados. A respiração, por exemplo, fica mais acelerada. Os pensamentos também se agitam e os batimentos cardíacos aumentam consideravelmente. Outras mudanças incluem a tensão dos músculos e a alteração dos movimentos gastrointestinais.

Com o fim da situação de perigo, os níveis desses hormônios são reduzidos e o indivíduo volta ao normal. No entanto, caso o estresse seja recorrente, tais alterações podem causar prejuízos ao organismo. O metabolismo, por exemplo, pode ser prejudicado, causando o emagrecimento exagerado ou o efeito inverso, com a promoção da obesidade.

Além disso, o coração pode parar de funcionar adequadamente graças ao aumento dos batimentos, que fortalecem o músculo de maneira inadequada, tornando o bombeamento cada vez mais complicado. Outro sistema que sofre bastante é o sistema nervoso, que fica fortemente prejudicado e a pessoa estressada tem grandes chances de desenvolver problemas emocionais e psicológicos, como a ansiedade ou a depressão.

Quais são os principais sintomas desse problema?

Assim como outras doenças, o estresse nos dá uma série de indicativos de que algo não está indo muito bem. Os sintomas desse problema incluem fatores físicos, emocionais e até mesmo comportamentais. De modo geral, pode-se dizer que o estresse não afeta apenas a pessoa acometida, mas a todos aqueles que convivem com ela.

Os principais sintomas desse problema incluem:

  • dores de cabeça;
  • dores musculares;
  • dores na coluna;
  • dores no tórax;
  • alterações na libido;
  • emagrecimento ou ganho de peso súbito;
  • alterações no apetite, tanto para mais quanto para menos;
  • dificuldades para memorização;
  • falta de foco;
  • sentimento de culpa;
  • ansiedade;
  • problemas gastrointestinais;
  • irritabilidade;
  • tristeza;
  • isolamento social.

Além disso, pessoas que estão sob estresse são mais propensas a abusar de substâncias como drogas ou álcool. Por isso, é necessário ter um cuidado extra para não desenvolver um vício durante essa etapa difícil.

Como podemos eliminar o estresse da nossa vida?

Felizmente, é possível reduzir consideravelmente o estresse ou até mesmo eliminá-lo por completo de nossas vidas com algumas dicas práticas. A primeira delas é ponderar aquilo que você realmente deseja para a sua vida.

Retire um tempo para refletir sobre as prioridades e ver se o seu estresse é realmente justificável. Com esse exercício, muitas vezes é possível eliminar completamente algumas das causas do estresse das nossas vidas.

No entanto, caso não seja possível abrir mão de certos aspectos (como um emprego), algumas medidas básicas podem nos ajudar a conquistar mais qualidade de vida e reduzir os sintomas do estresse. Elas incluem:

  • fazer atividades físicas regulares;
  • manter uma alimentação balanceada;
  • hidratar-se adequadamente;
  • procurar um hobby;
  • passar um tempo com pessoas que você ama;
  • aprender algo novo.

Além disso, investir em práticas como a quiropraxia é uma ótima maneira de garantir a redução drástica do estresse e de quebra tratar alguns dos seus sintomas mais desagradáveis, como a dor nos músculos e na coluna. Assim, você cuida simultaneamente do seu corpo e da sua mente!

Agora que você já sabe como o estresse pode afetar a saúde, chegou a hora de mudar os seus hábitos e o seu estilo de vida para evitar possíveis problemas no futuro! Com pequenas alterações na rotina é possível garantir uma vida com muito mais qualidade e saúde para todos.

Gostou das dicas que demos neste artigo? Está pronto para mudar de vida e ficar menos estressado? Confira, então, o nosso post sobre 5 hábitos que contribuem para uma vida saudável e coloque essas dicas em prática!