• Post category:Sintomas

Sessões intermináveis de fisioterapia; aulas de natação e hidroginástica diariamente; doses e mais doses de analgésicos e anti-inflamatórios durante e após o dia de trabalho — essa é a rotina comum daqueles que procuram aliviar dores musculares e nas costas. No entanto, infelizmente, essas medidas não costumam resolver o problema. É preciso encontrar algo mais eficiente: a quiropraxia.

O profissional que cuida dessa ciência tem formação adequada para ajustar a coluna e a articulação sem recorrer a cirurgias ou medicamentos. Esses ajustes levam apenas algumas sessões e já trazem benefícios imediatos, reduzindo as dores e promovendo uma saúde integral.

Quer saber mais? Acompanhe este texto e conheça a quiropraxia. Saiba como ela pode acabar de vez com aquelas dores musculares e nas costas que tanto atrapalham a sua vida. Confira!

Como funciona a quiropraxia?

Sem remédios ou tratamentos invasivos, a quiropraxia é ideal para quem não gosta de ir à farmácia a fim de encontrar um método paliativo para a dor nas costas. O mesmo vale para aqueles que têm pavor de cirurgia e procedimentos demorados para resolver a dor nos músculos. O motivo disso é que a quiropraxia funciona por meio de interferências precisas na região muscular e cervical.

Usando apenas as mãos, o profissional dessa área — o quiropraxista — consegue manipular a região das costas, solucionando determinados problemas, como alterações de postura e hérnias de disco. A quiropraxia também trata de questões musculares, como distensões e tensão exagerada.

Esse tipo de processo que parece mágica, na verdade, é fruto de um intenso conhecimento clínico e teórico. O quiropraxista tem formação superior — no mínimo, nível de graduação.

Ele conhece bem a região na qual se localizam as tensões e, com um movimento rápido e exato, consegue “ajustar” a coluna ou as articulações que interferem nos músculos. Como resultado, há resolução da dor, melhoria da saúde geral do paciente e retorno quase imediato às atividades do dia a dia.

Qual a origem da quiropraxia?

A quiropraxia não é uma prática recente, a começar pela origem de seu nome. O termo deriva do grego, em que Quiros quer dizer mãos, e Práxis, executar, praticar. Dessa forma, entende-se “praticar com as mãos”. Além disso, há registros de que a quiropraxia já era utilizada por povos antigos, antes mesmo do nascimento de Jesus Cristo.

No entanto, ela conquistou um caráter mais profissional no século XIX. Exatamente em 1895, nos Estados Unidos, o pesquisador Daniel David Palmer iniciou a aplicação dos conhecimentos da quiropraxia nos problemas corporais que começaram a surgir no homem moderno.

No Brasil, a quiropraxia chegou em 1992, graças à fundação da Sociedade Brasileira de Quiropraxia. De lá para cá, a prática só tem recebido mais adeptos e obtido mais prestígio, até mesmo, na comunidade científica. Estima-se que, no mundo, existem mais de 90 mil profissionais especializados e a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendam a medida.

Quais as indicações de tratamento?

A quiropraxia é indicada para todas as dores provenientes do sistema neuro-músculo-esquelético, como dores lombares, hérnia de disco, artrose, desvios de postura, dificuldades de movimentação e, até mesmo, aquela dor de cabeça. Também entram nessa lista as dores que atuam nos nervos, como dor ciática.

Não há uma restrição etária para receber um tratamento de quiropraxia. Crianças e pessoas idosas podem recorrer à prática sem problemas. O que pode acontecer é uma variação no tempo de tratamento e nas técnicas aplicadas. O diagnóstico é feito a partir de entrevista, exame clínico e exames complementares.

Como a quiropraxia trabalha para aliviar dores musculares e nas costas?

Primeiramente, devemos entender como se formam as dores musculares e nas costas para, então, compreendermos como a quiropraxia pode ajudar. Essas dores têm diversas origens — há aquelas que surgem por causa de má postura e outras que podem ser ocasionadas logo após uma intensa e inadequada atividade física.

No primeiro caso, estamos falando das situações mais cotidianas. Por exemplo, quando dormimos em posição errada, ficamos por um tempo prolongado forçando o pescoço por conta do celular. Também entra nessa lista o momento em que não ajustamos corretamente o assento do automóvel.

Nessas situações, ficamos em má postura por muito tempo. Isso nos faz forçar a nossa musculatura de uma forma errada e, por isso, as dores aparecem.

Há, ainda, dores musculares ocasionadas logo após uma intensa e inadequada atividade física. Sabe quando você fica muito tempo sem praticar corrida e, ao retornar em alta intensidade, sente dor após o exercício? Pois é, os músculos e a região da vértebra foram exaustivamente exigidos, o que provoca dor.

Ainda existem as dores musculares nas costas causadas por desalinhamento das vértebras e articulações. Essa situação é denominada de subluxação. Trata-se de um distúrbio de movimento da coluna e das articulações que afeta o funcionamento dos músculos e das costas. Em outras palavras, essas estruturas saem da posição normal, provocando as temidas dores.

É exatamente aí que entra a quiropraxia. O profissional dessa área tem a capacidade de realinhar a coluna e as articulações para garantir a movimentação correta dos músculos. Tudo isso utilizando movimentos precisos, sem intervenção cirúrgica. O resultado é o alívio das dores, a prevenção de doenças e o equilíbrio corporal.

Em razão dos muitos benefícios da quiropraxia, até mesmo a Seleção Brasileira de Futebol requisitou o trabalho de um profissional quiropraxista. Em 2014, o médico José Luiz Runco contratou esse profissional para atender os jogadores na Granja Comary. A proposta era cuidar, fazer alinhamentos na coluna e prevenir lesões dos atletas.

Embora seja pouco conhecida no Brasil, a quiropraxia tem tradição de ser usada nos esportes, principalmente no futebol. O zagueiro da Seleção da Copa de 2014, Dante Bonfim Costa Santos, é acompanhado por um profissional quiropraxista há mais de seis anos. Desde quando jogava na Bélgica, ele já não admitia fazê-lo sem a presença de um quiropraxista.

Outro jogador que pediu esse tratamento foi o goleiro Júlio César, que tem hérnias discais. Essa demanda se justifica pelos benefícios da prática para esportes de alta performance. Além de prevenir lesões, a medida deixa o corpo do atleta mais equilibrado e não exige que ele fique afastado durante um tempo. Com apenas algumas sessões, ele já pode colocar as chuteiras e partir para o campo.

Essas foram algumas informações de como a quiropraxia pode realmente aliviar dores musculares e nas costas. É importante perceber que, quando somos acometidos por muitas dores, fica difícil fazer um diagnóstico por conta própria.

Por exemplo: é comum confundir dores musculares com fibromialgia. Por isso, é importante procurar um profissional de quiropraxia. Ele pode dar a orientação correta e o tratamento adequado para as dores que fazem você perder a tranquilidade.

Gostou dessas informações? Fique por dentro de outros assuntos seguindo a nossa página no Facebook.