Na maioria das vezes, quem sofre de dor nas costas, nos músculos e nas articulações procura por soluções. Seja fazendo uma pesquisa rápida na internet, seja buscando ajuda com amigos, é possível que você tenha encontrado ou ouvido falar sobre o termo quiropraxia.

Embora, em um primeiro momento, essa possa parecer mais uma técnica de massagem ou fisioterapia, ao pesquisar mais a fundo sobre o termo, percebe-se que se trata de algo muito mais amplo e complexo, com funções e benefícios muito específicos.

Considerada uma ciência, a quiropraxia tem uma forte proposta de eliminar dores na região da coluna e nas articulações. Sem utilizar métodos invasivos, ela oferece a reabilitação do paciente em pouco tempo e de maneira duradoura.

Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe este texto e entenda o que é quiropraxia, quais são seus benefícios e como é a forma de atendimento, além de conhecer as principais indicações e doenças tratadas por essa abordagem. Boa leitura!

O que é quiropraxia?

A Organização Mundial de Saúde classifica a quiropraxia como uma profissão, cuja finalidade é dar o diagnóstico e oferecer tratamento e formas de prevenção para desordens do sistema neuromusculoesquelético.

Parece complicado entender essa última parte, não é? Em outras palavras e de maneira mais simples de compreender, as desordens mencionadas tratam-se de disfunções no sistema nervoso, no muscular e nos ossos, muito comuns na população geral.

A quiropraxia entende que esses sistemas estão interligados e podem ser manipulados para ganhar um melhor ajuste. Os profissionais da área não são massoterapeutas, nem fazem cursos técnicos. Eles têm graduação de nível superior.

Atualmente, no Brasil, existem duas faculdades que oferecem curso de bacharelado em quiropraxia, com duração média de 5 anos: Anhembi Morumbi e FEEVALE.

O que diferencia a quiropraxia de massagens terapêuticas?

Uma das dúvidas mais comuns daqueles que entram em contato com o termo quiropraxia pela primeira vez é entender quais são as diferenças entre essa prática e as massagens terapêuticas. Para muitos, elas são intercambiáveis e dizem respeito à mesma coisa.

Na prática, embora quiropraxistas e massagistas usem as mãos para tratar seus pacientes, há uma diferença considerável entre ambas as profissões, seus profissionais e os objetivos de cada uma delas. Isso, é claro, não significa que uma das atividades seja superior à outra: elas são apenas diferentes em funções.

A massagem terapêutica é uma incrível ferramenta de cura e promoção da qualidade de vida e do bem-estar, mas age de maneira mais resumida em relação às atribuições da quiropraxia. Isso acontece porque, em sua grande maioria, os massoterapeutas trabalham diretamente nos músculos, relaxando suas tensões e promovendo a cura de dores e desconfortos atrelados a eles.

Por sua vez, os quiropraxistas são profissionais da saúde responsáveis pelo tratamento de uma série de condições que vão muito além dos músculos. Seu principal objetivo é atuar na coluna vertebral para garantir que o corpo e o sistema nervoso estejam operando no melhor nível possível.

Quais são as indicações?

A quiropraxia é indicada para tratar e evitar subluxações. Esses são problemas de alinhamento das vértebras, que geram consequências para a coluna vertebral, as articulações, os músculos e os nervos. Assim sendo, ela trata, por exemplo, dor na lombar, nos braços e no nervo ciático e também faz sumir aquela famosa dor de cabeça.

Não existe uma restrição quanto à faixa etária: crianças e pessoas idosas podem receber um tratamento de quiropraxia. Evidentemente, há variação na duração do tratamento e nas técnicas aplicadas. Pessoas que ficam sentadas diariamente e por muito tempo, por exemplo, são as mais indicadas para o tratamento com quiropraxia.

Que doenças podem ser tratadas com a ajuda da quiropraxia?

Como vimos, a quiropraxia é uma ciência muito ampla. Ela utiliza a manipulação da coluna vertebral dos pacientes para tratar uma série de problemas que atingem o organismo como um todo, atuando inclusive na cura de doenças que, à primeira vista, não têm relação com o sistema musculoesquelético.

Além de promover a cura dessas doenças, a quiropraxia atua como uma área complementar da medicina preventiva, evitando o surgimento de diversos problemas. Por isso, ela é essencial também para pessoas que estejam saudáveis e que queiram cuidar da sua saúde, mantendo-a em um bom nível por muitos e muitos anos.

Mas afinal, quais doenças podem ser tratadas pela quiropraxia? Confira, a seguir, uma lista com algumas das enfermidades que podem ser curadas, aliviadas ou prevenidas com o auxílio dessa ciência tão abrangente:

  • dores na coluna;
  • dores na lombar;
  • dores de cabeça;
  • dores no pescoço;
  • tensões musculares;
  • problemas de locomoção;
  • problemas no nervo ciático;
  • asma;
  • problemas respiratórios no geral;
  • cólicas;
  • tensão pré-menstrual;
  • lesões esportivas;
  • desvios posturais;
  • lesões de esforço repetitivo;
  • síndrome do túnel do carpo;
  • hérnias de disco;
  • problemas articulares;
  • problemas gastrointestinais;
  • fibromialgia.

Como podemos perceber, embora atue diretamente nos problemas do sistema musculoesquelético, a quiropraxia pode ser extremamente benéfica para o controle de uma série de outras doenças, promovendo a qualidade de vida para os pacientes que a procuram.

Quais são os benefícios?

O primeiro benefício que se pode destacar da quiropraxia é sua abordagem. O profissional não utiliza medicamentos ou quaisquer procedimentos cirúrgicos para realizar o tratamento. Isso evita efeitos colaterais, internação e prolongamento de tempo para notar os primeiros resultados.

Utilizando apenas técnicas precisas e adequadas com as mãos, o quiropraxista consegue realinhar a coluna, as articulações e os músculos para garantir a movimentação correta. Dessa forma, os outros benefícios são a eliminação da dor, a prevenção contra quadros de desordens e o aumento da saúde geral do corpo.

Como é feito o atendimento?

A primeira abordagem feita por um quiropraxista com o paciente é por meio de uma entrevista, na qual se deve relatar todos os problemas ou desconfortos. A partir disso, o profissional observa quais são os sinais e suas possíveis origens. Em um segundo momento, o quiropraxista pode solicitar exames complementares, que apresentam mais dados sobre a situação do paciente.

Com essas informações em mãos, o quiropraxista pode indicar ou efetivamente começar o tratamento. São passadas orientações ao paciente de como tudo vai acontecer, e é possível que em poucas sessões ele esteja totalmente reabilitado.

Essas são algumas informações importantes para que você entenda o que é quiropraxia. É interessante perceber que o tratamento feito por um quiropraxista não apenas resolve dores locais, mas também favorece o desaparecimento da tensão e do estresse. Não deixe de se consultar com um profissional para saber mais sobre os benefícios da quiropraxia na sua vida.

Você conhece alguém que sente alguma dor ou incômodo e acha que isso faz com que ele tenha uma rotina infeliz? Aproveite, compartilhe este artigo em suas redes sociais e ajude seu amigo a conhecer os benefícios da quiropraxia para que ele tenha muito mais qualidade de vida!