Dores nas costas? Tensão muscular? Desconforto na região do pescoço? Todos esses problemas são relativamente comuns no dia a dia de pessoas de todo o mundo, sendo diretamente responsáveis pela redução nos níveis de qualidade de vida da população. Por isso, a atuação de um profissional como o quiropraxista é fundamental.

Os quiropraxistas são responsáveis por lidar com o sistema neuromusculoesquelético. Este nome aparentemente complicado diz respeito à estruturas como os nervos, músculos e ossos. A principal razão para problemas nessas regiões é a falta de postura adequada, mas eles também podem ser ocasionados por outros fatores.

Afinal, o que fazem estes profissionais? Como funciona a sua formação? Como a sua atuação pode devolver a qualidade de vida das pessoas? Tire agora suas principais dúvidas sobre o tema!

O que é a quiropraxia?

O termo “quiropraxia” tem origem do idioma grego e quer dizer, em tradução literal, “feito com as mãos”. Trata-se de uma área da saúde que, como o próprio nome já indica, utiliza as mãos (embora também faça uso de outras ferramentas específicas) para tratar distúrbios e problemas ligados ao sistema neuromusculoesquelético.

O principal foco dos quiropraxistas é agir sobre a relação de estruturas corporais, como a coluna vertebral, a partir dos estudos de seu funcionamento. O objetivo é garantir que todo o organismo funcione da exata maneira como deveria funcionar, sem desvios ou alterações consideráveis.

A base para a quiropraxia está no fato de que o sistema nervoso é o principal responsável pelas sensações de dor e pelo equilíbrio geral do organismo, conhecido como homeostase. Por isso, qualquer alteração em seu alinhamento pode desregular todo o corpo, causando dores e outros problemas.

Baseada em evidências científicas, esta profissão é extremamente respeitada no exterior, especialmente em países como os Estados Unidos e o Canadá.

No Brasil, a área infelizmente ainda não conta com regulamentação específica. Apesar disso, existem diversas instituições de ensino superior que ministram o curso, todas devidamente reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). É o caso da Universidade Anhembi Morumbi (São Paulo/SP) e a faculdade Feevale (Novo Hamburgo/RS).

Como se deu o surgimento dessa área de atuação?

As origens da quiropraxia são incertas e estima-se que a prática seja muito mais antiga do que se imagina. Alguns historiadores acreditam que civilizações como a grega ou chinesa já realizavam atividades semelhantes as hoje conhecidas pelos quiropraxistas em meados de 2000 a.C.

No entanto, os créditos para a sua criação pertencem ao pesquisador Daniel David Palmer, que iniciou os tratamentos utilizando os preceitos da quiropraxia em 1895. Anos depois, ele formou a primeira escola especializada nesse tema nos Estados Unidos, com o objetivo de transferir seu conhecimento e experiências aos jovens alunos.

O que faz um quiropraxista?

O dia a dia de um quiropraxista é semelhante ao de qualquer outro profissional da área da saúde. Ao iniciar o contato com determinado paciente, é realizada uma consulta inicial minuciosa, com uma anamnese completa e a coleta de todos os dados pertinentes por meio de conversas e exames físicos.

A partir daí, é elaborado um diagnóstico preciso e o tratamento adequado é direcionado. Cada paciente necessita de abordagens únicas, e por isso, as consultas são individuais. Dessa forma, todos os procedimentos necessários são decididos sob medida para cada pessoa.

Embora os quiropraxistas utilizem, em grande parte do tempo, suas mãos para realinhar a coluna vertebral e promover o equilíbrio do organismo, eles podem também usar uma série de outras abordagens para estimular o organismo e estimular a sua regeneração ou cura. Elas incluem:

  • compressas quentes e frias;
  • exercícios de pilates;
  • alongamentos;
  • técnicas de relaxamento;
  • reabilitações;
  • prática de exercícios físicos;
  • aconselhamento sobre mudanças no estilo de vida (por exemplo, a redução do peso corporal);
  • uso de suplementos e vitaminas.

Muitas vezes, uma ou mais abordagens podem ser utilizadas em conjunto, com o objetivo de garantir resultados mais precisos e duradouros.

Quais problemas podem ser tratados por um quiropraxista?

De certo modo, é possível afirmar que a quiropraxia auxilia na redução de sintomas que afetam todos os sistemas do organismo, devido à manipulação em áreas altamente vascularizadas e repletas de terminações nervosas. No entanto, o tratamento com esse especialista normalmente visa o tratamento de problemas como:

  • hérnias de disco;
  • dores nas costas;
  • tensão muscular;
  • dores no pescoço;
  • dores nos ombros;
  • lesões causadas pelo esforço repetitivo;
  • falta de flexibilidade;
  • traumas e dores musculares;
  • lesões esportivas;
  • artrite;
  • artrose;
  • escoliose;
  • dores no nervo ciático.

Além de lidar com problemas como os mencionados acima, a quiropraxia pode ser benéfica para pessoas que sofrem com asma e problemas respiratórios em geral, distúrbios na pressão arterial, dores de cabeça, alterações no funcionamento intestinal, entre outros.

Quais são os benefícios trazidos pelos tratamentos da quiropraxia?

Todos nós conhecemos alguém que sofre com dores na coluna, cefaleias e outros desconfortos nada incomuns. Como forma de tratamento, essas pessoas geralmente acabam recorrendo ao uso de medicações específicas para a dor.

Embora sejam inegáveis ferramentas de suporte nos tratamentos para este tipo de problema, os fármacos muitas vezes apresentam reações adversas (também conhecidas como “efeitos colaterais”) ou até mesmo contraindicações, impossibilitando o seu uso por determinados grupos de pessoas.

Além disso, os medicamentos comuns não são boas opções de tratamento a longo prazo, pois apenas reduzem os sintomas e mascaram o problema, sem de fato resolvê-los. Por isso, a quiropraxia é essencial para devolver a qualidade de vida de maneira mais duradoura e promissora aos pacientes.

Com uma vida livre de dores e desconfortos, é possível ter mais produtividade no trabalho, realizar atividades cotidianas sem sofrimento e aproveitar a vida da melhor maneira possível com as pessoas que amamos.

Como podemos perceber, o quiropraxista é essencial no combate às dores da coluna e de outras estruturas relacionadas! Esses desconfortos podem minar a qualidade de vida daqueles que convivem com eles e, portanto, devem ser tratados por profissionais qualificados e que estudaram o assunto minuciosamente.

Ficou com alguma dúvida? Então, espere e não feche o seu navegador! Entre em contato conosco e converse com alguém de nossa equipe, que está sempre à disposição para responder às suas perguntas.