Você já sentiu dores na lombar? De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), esse incômodo afeta mais de 80% da população mundial, que deve desenvolver alguma dor nessa região ao longo da vida. Isso ocorre por má postura cotidiana, sobrepeso, sedentarismo, espondiloartrose lombar e até mesmo pela genética.

Uma lombar saudável tem curvatura visível e espaço entre as vértebras, para amortecer o impacto do dia a dia. Quando a coluna não é tratada adequadamente, essa curvatura se perde e o espaço entre as vértebras diminui, o que aumenta seu processo degenerativo até criar os “bicos de papagaio”.

Por isso, é essencial conhecer um pouco mais sobre as dores na coluna para, então, procurar o melhor tratamento e se ver livre desse problema. Quer saber mais sobre esse assunto? Continue a leitura!

Quais são as principais causas das dores na lombar?

As dores na lombar podem ser causadas por uma série de fatores, que vão de problemas posturais a distúrbios mais sérios. A seguir, confira algumas das principais origens desse problema:

– Postura inadequada;

– Inflamação ou distensão muscular;hérnia de disco;

Dor ciática (ciatalgia);

– Síndrome do piriforme;

– Síndrome dolorosa miofascial;

– Degeneração discal (espondiloartrose lombar);

– Escorregamento de vértebra (espondilolistese);

– Problemas emocionais, como a ansiedade e o estresse.

E mais: é comum encontrar pacientes com mais de um desses problemas. Por isso, a consulta com um profissional especializado é essencial para traçar um plano de tratamento.

O que é a espondiloartrose lombar?

Esse nome pouco usual é um termo técnico que indica a degeneração das articulações da coluna nessa região. A espondiloartrose lombar é uma das principais causas de dor nesse local. Para entendê-la melhor, é necessário compreender um pouco mais sobre os elementos que compõem a coluna vertebral. Eles são:

– Vértebras;

Músculos;

– Discos;

– Cartilagem;

– Articulação zigapofisária (também chamada de faceta articular);

– Ossos;

– Ligamentos.

Cada uma dessas estruturas tem funções distintas e atua em conjunto com as demais para garantir a sustentação e a mobilidade do corpo. Os discos, por exemplo, agem como amortecedores e protegem as vértebras de impactos e lesões.

Os ossos são elementos que compõem todo o esqueleto humano. Já os ligamentos são os responsáveis por conectar os demais componentes a eles, bem como garantir sua fixação e proteção em relação a movimentos muito além do que o corpo pode suportar.

As facetas articulares, por sua vez, funcionam como pequenas dobradiças e têm como função a movimentação da coluna, com os movimentos de girar ou abaixar, por exemplo. A cartilagem está entre elas e serve para lubrificar a região e reduzir o impacto.

É a degeneração nas articulações — ou seja, na junção de duas ou mais áreas do corpo revestidas por cartilagem —, que causa a espondiloartrose. Em outras palavras, é a artrose na coluna lombar (que compreende a região da coluna vertebral que está mais próxima da cintura).

Esse problema pode ter causas variadas, mas normalmente está ligado ao desgaste natural dessas estruturas (pela idade ou por osteoporose) e aos traumas, mais especificamente acidentes ou quedas na posição sentada.

Quais são os principais sintomas desse problema?

Para ser capaz de identificar os sinais da espondiloartrose lombar, vale conferir os principais sintomas causados por ela. Entre eles, estão:

– Dores na coluna, mais especificamente na região próxima à cintura;

– Sensação de queimação ou de peso na região;

– Sensação de queimação nas pernas;

– Formigamento e perda de sensibilidade ou força nas pernas;

– Redução da capacidade de permanecer por muito tempo na mesma posição;

– Rigidez na região lombar;

– Dificuldade para ficar sentado.

Como a quiropraxia pode ajudar no tratamento?

Embora várias abordagens possam auxiliar no tratamento da espondiloartrose lombar, é necessário entender que as medicações, muitas vezes, agem apenas nos sintomas, sem tratar diretamente a causa da dor. Por isso, é indicado que o paciente busque alternativas mais voltadas para a efetiva resolução da situação.

A quiropraxia é uma aliada poderosa no tratamento dessas dores justamente por atuar na causa e não apenas nos sintomas. Por tratar o bem-estar da coluna, essa especialidade é indicada para lombalgias (dores na lombar), cervicalgias (dores no pescoço), cefaleias (dores de cabeça), alterações de postura, hérnias de disco e até problemas musculares, como distensões e tensão exagerada.

De acordo com o quiropraxista responsável do Centro de Tratamento Quiroprático (CTQuiro), de Jundiaí, a quiropraxia vai além em relação aos tratamentos à base de medicamentos para aliviar a dor momentaneamente. Afinal, ela devolve mobilidade à coluna, amplitude de movimentos, diminui a rigidez e os espasmos musculares e proporciona sensação de bem-estar e de relaxamento.

Por isso, ela pode ser uma excelente opção para o tratamento da espondiloartrose lombar e de vários fatores que causam esse desconforto. Os ajustes quiropráticos aliviam a tensão e promovem melhora do quadro inflamatório. Tudo isso sem o uso de medicamentos.

Como funciona o tratamento quiroprático?

No CTQuiro, o compromisso é tratar a causa dos problemas e não apenas proporcionar alívio momentâneo. Por isso, todos os pacientes passam por uma avaliação minuciosa, em que são feitos testes físicos e neurológicos. Além disso, o quiropraxista solicita exames de imagem em movimento, para visualizar o estado atual da coluna vertebral.

Depois disso, os testes e os exames são analisados para que sejam determinados o tratamento e a quantidade de sessões necessárias. As escolhas são completamente personalizadas, têm como base o caso específico do paciente e levam em consideração o que funciona melhor com cada organismo.

A quiropraxia demanda comprometimento do paciente, que precisa comparecer às sessões e seguir à risca as orientações do profissional para o dia a dia. Se a receita for seguida, o resultado vem rápido: alívio da dor na lombar e tratamento eficaz para a causa, bem como redução do risco de reincidência.

Conheça o CTQuiro

O CTQuiro funciona desde 2016 na rua Moisés Abaid, 136, na Vila Arens, em Jundiaí. A clínica é especializada no diagnóstico e no tratamento de problemas da coluna vertebral, com atendimento profissional. Faça uma avaliação conosco: o retorno é gratuito!

As dores na lombar, especialmente as causadas pela espondiloartrose lombar, podem reduzir a qualidade de vida dos pacientes e impedir a execução de tarefas cotidianas, o que traz prejuízos para o dia a dia. Por isso, é essencial procurar tratamentos realmente eficazes para tratar esse problema.

Sofre com dores nessa região? Já fez o tratamento com quiroprático para lidar com elas? Conte para nós nos comentários!