De acordo com dados levantados pela OMS (Organização Mundial de Saúde), mais de 80% da população mundial sofre com algum tipo de lombalgia, nome dado às dores que atingem a parte inferior das costas. Infelizmente, muitas pessoas deixam para procurar um tratamento para dor na coluna apenas quando o problema já causa prejuízos significativos na qualidade de vida.

Além de trazer danos para a vida profissional, ocasionando faltas e queda na produtividade geral no trabalho, essas dores afetam também as relações pessoais e impedem que os indivíduos levem uma vida completamente normal, reduzindo sua mobilidade e dificultando a execução de tarefas do dia a dia.

Contudo, é possível obter mais qualidade de vida por meio da adoção de alguns hábitos saudáveis e da busca por tratamentos específicos, que visam reduzir o desconforto e fazer com que o paciente volte a viver normalmente. Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura!

Afinal, o que é a coluna?

Embora essa questão possa parecer óbvia, nossa coluna é uma estrutura extremamente complexa e conhecer um pouco mais sobre o seu funcionamento pode nos ajudar a ter um maior cuidado com essa região.

De modo resumido, podemos defini-la como uma haste óssea, ou seja, uma barra vertical formada por ossos. Ela é flexível, mas, ao mesmo tempo, firme, e entre as suas principais funções podemos citar a proteção de estruturas mais internas — como a medula e os nervos — e a sustentação do nosso corpo.

A sua formação é composta por 33 vértebras, pequenas estruturas que se sobrepõem e permitem a movimentação de determinados pontos da coluna. Essas curvaturas proporcionadas pelas vértebras têm denominações específicas de acordo com a sua localização:

  • curvatura cervical (região do pescoço);
  • curvatura torácica (região do tórax);
  • curvatura lombar (região da cintura);
  • curvatura sacrococcígea (última porção da coluna, próxima ao quadril).

Por que tantas pessoas sofrem com dores nessa região?

Como a coluna é uma estrutura bastante centralizada, ela está suscetível a apresentar problemas de diversas naturezas. Uma das causas mais comuns de dores nessa região é justamente a postura inadequada, decorrente da falta de consciência corporal ou até mesmo da falta de instrução sobre o posicionamento correto que deve ser adotado durante as atividades do dia a dia.

A má postura durante a realização de tarefas rotineiras, como escrever, dirigir, usar o computador, fazer as refeições ou até mesmo assistir à televisão, pode prejudicar significativamente a saúde da coluna.

No entanto, nem sempre a postura é a causadora de dores nas costas; outras causas podem estar associadas a esse problema, tais como:

  • sedentarismo;
  • colchões inadequados;
  • excesso de peso em mochilas;
  • uso de sapatos de salto alto;
  • hérnia de disco;
  • compressão de nervos;
  • traumas (pancadas, lesões, ferimentos etc.);
  • inflamações;
  • infecções;
  • artrose;
  • osteoporose;
  • esforços repetitivos;
  • obesidade;
  • estresse.

Como você pôde ver, há diversas causas para o mesmo problema. A origem da dor deve ser investigada por profissionais especializados no assunto (como médicos ou quiropraxistas), que podem verificar o que pode estar causando o desconforto. Essa avaliação determinará os passos seguintes, incluindo a escolha do tratamento para a dor na coluna.

Quais são os principais tratamentos para dor na coluna?

É possível voltar a ter qualidade de vida após um diagnóstico preciso, quando são indicados os melhores tratamentos, de acordo com cada caso. Confira os principais deles nos próximos tópicos.

Medicamentos

Muitas vezes, o tratamento medicamentoso é um dos primeiros caminhos sugeridos pelos profissionais para tratar as indesejáveis e temidas dores na coluna. Ele pode envolver anti-inflamatórios — sejam eles tópicos (passados na pele) ou orais (comprimidos ou cápsulas) — e relaxantes musculares.

Powered by Rock Convert

Embora eficazes para resolver a dor de maneira imediata, os remédios podem, em longo prazo, gerar efeitos colaterais indesejados ou algumas contraindicações. Por isso, são bons para aliviar os sintomas temporariamente, mas não para efetivamente curar o problema.

Compressas

Você certamente já ouviu falar sobre compressas, certo? Esse tipo de tratamento tem sido utilizado há centenas de anos e passado de gerações para gerações. Elas podem ser extremamente eficazes, desde que utilizadas da forma correta e por profissionais qualificados.

As compressas podem ser frias ou quentes e devem ser aplicadas em pontos específicos do corpo, com o objetivo de contrair ou relaxar vasos, músculos e outras estruturas que podem estar relacionadas com a dor, aliviando os sintomas de forma completamente natural.

Alongamentos

Se você acredita que o uso de alongamentos no tratamento para dor na coluna é bobagem, está na hora de repensar! Eles são benéficos não só para a redução da dor, mas também para a manutenção da saúde de todo o sistema musculoesquelético.

Ao alongar o corpo, você proporciona mobilidade e flexibilidade para os seus membros, além de reposicioná-los da maneira correta e reduzir a pressão sobre áreas importantes, como a coluna. Além disso, essa prática ajuda na lubrificação natural das vértebras e melhora a postura.

Exercícios físicos

Uma das principais causas das dores na coluna é o sedentarismo. Hoje, andamos muito menos a pé e realizamos boa parte das nossas atividades diárias por meio do computador ou de smartphones.

Praticar atividades físicas é fundamental. Além de combater a obesidade e ajudar a manter um peso saudável, reduzindo a carga sobre os ossos, os exercícios físicos auxiliam no fortalecimento da musculatura que reveste a coluna vertebral, deixando-a mais estável e reduzindo as dores de maneira duradoura.

Pilates

Essa prática foi criada por um médico alemão e aplicada em soldados feridos durante a guerra, a fim de minimizar as dores e, ao mesmo tempo, promover o fortalecimento geral do corpo.

Por isso, o pilates é uma prática excelente para reduzir as dores nas costas. Além de agir no foco do problema e colaborar para o fortalecimento dessa região, o método trabalha o corpo inteiro e ajuda a reduzir o estresse, que também pode estar associado a tensões físicas e dores na lombar.

Quiropraxia

A quiropraxia é um dos melhores tratamentos para lidar com as dores na coluna e resolvê-las de uma vez por todas. Utilizando as mãos e poucas ferramentas auxiliadoras, o quiropraxista realinha a coluna e age diretamente nos focos da dor.

Reconhecido pela OMS como um dos mais eficazes contra as mais diversas dores que acometem o sistema musculoesquelético, é um método importante na recuperação de pacientes que sofrem com esse problema.

Vale lembrar que o centro de tratamento quiroprático CTQuiro, referência na cidade de Jundiaí – SP, fornece recursos terapêuticos completos na área da quiropraxia, além de possibilitar que os pacientes utilizem práticas como o pilates, os alongamentos ou as compressas para contribuir ainda mais para o sucesso do tratamento.

Viu só? Com um tratamento para dor na coluna é possível voltar a ter uma vida livre de desconfortos. Para isso, no entanto, é essencial buscar a ajuda de um profissional capacitado, que estude o seu caso de forma isolada e forneça um direcionamento personalizado para você.

Gostou do nosso artigo? Então, curta a nossa página no Facebook e receba outras dicas e informações diretamente no seu feed de notícias!

Fechar Menu
Agendar Pelo Whatsap
Agende Sua Avaliação
Agende Sua Avaliação